Parece que a Bimby faz tudo não é? Então também pode ter feito o meu blog, juntei umas ideias doidas, recordações, amigos e ficou assim...

26
Out 09

Que vergonha, deixar o sítio ao abandono tanto tempo, mas não dá! Isto está numa fase dura. Então fui aos rascunhos ver se tinha lá alguma coisa perdida, encontrei um post de utilidade pública (ou não...)

Há uns tempos decidi comprar feijão-prensado, há também quem lhe chame tofu. Queria provar, só para não dizer que não gosto sem ter experimentado. Não fiquei fã, mas  ficou óptimo a acompanhar um grande bife ('tou a brincar, antes que pensem em açoitar-me)

 

Na embalagem dizia que era feito com feijão de soja - e depois muito comprimido até parecer um pedaço de queijo, portanto é quase como comer um feijoada mas sem carne. Comparei a textura a queijo fresco quando é cozinhado (= borracha).

 

Para quem gosta ou quer experimentar, deixo aqui as receitas. Na primeira o tofu sabe mesmo a feijão-prensado e na segunda ficou disfarçado com tudo o que meti lá para dentro (mais pontos para a segunda!).

 

Tofu na chapa

Grelhar o naco com sal. Depois temperar com azeite e oregãos e papar.

 

Strogonoff de tofu com cerveja

Refogar azeite e cebola, juntar o tofu aos quadradinhos, mexer um pouco. Adicionar 1 pacote natas, 1/2 pacote de sopa de cebola, 1 cerveja e um caldo Knorr a gosto. Deixar cozinhar um pouco.

 

Agora vou ali comer uma bela bifana com mostarda.

publicado por alentejana* às 17:22
sinto-me: com fome

20
Mai 09

Estou eu a almoçar no chiquérrimo PD (que é como quem diz Pingo Doce) quando reconheço alguém que tomava calmamente a sua refeição... uma actriz?... uma bailarina?... não, era esta querida, parece que se chama David:

 

 

E disse-lhe eu:

"Ai melher vê se te cuidas 'tá? 'Tás com mau ar, mas olha friends forever darling! kiss kiss."

Não disse nada, mas tinha sido giro lol. Já a estou a ver a chamar-me "suaaa bichaaa".

 

Moral da História:
-
Não comi o resto do bacalhau com natas.
- Nunca mais me queixo de almoçar com pessoas esquisitas (que, simplesmente não gostam de ervilhas ou de alface).
- ALERTA MÃES! Não deixem os filhos homens brincarem com as vossas roupas e afins.

publicado por alentejana* às 14:35
sinto-me: mais homem que este

02
Abr 09

 

Isto de almoçar sempre em restaurantes já teve melhores dias. Cuidado com o pessoal da restauração, eles não brincam em serviço e com a desculpa da crise temos de comer o que mandam!

 

»»»» 

Começando pelo estabelecimento / tasco do Sr. Zé e do Amigo (ninguém me tira a ideia que são mais que amigos, aquele tom de "Até amanhã, filha!" não engana ninguém). Ainda estou a ponderar, mas não devo lá voltar. Da última vez tive de comer lulas cruas, isso é demais, até para mim. Sei que o carvão e electricidade estão caros e que o sushi está na moda, mas se me tivesse avisado comia antes o hamburguer oleoso que faz questão de ter sempre na ementa.

 

»»»»

Passando a outra "tabanca". Perguntei à Sra. do Carrapito / Trança se os filetes eram panados e ela disse-me que não, que eram fritos com ovo e farinha. Ahh, então pode ser! Sabe é que eu sou, sei lá, alérgica a panados, mas assim mande vir que já como descansada. Ufa.

 

A colega da Trancinhas, a Belinha, uma vez intimidou-me por não me apetecer beber o café (que não pedi) e que ela trouxe por engano... tive medo e bebi.

 

Demorámos a pedir as bebidas e a Belinha trouxe "Brisa maracujá", se bem me lembro é qualquer coisa como um sumol de maracujá de marca madeirense. Não se vende muito no continente, mas na Madeira é Brisa Cola, Brisa Limonada (que é 7 Up), Brisa Água Tónica, entre outras.

 

»»»»

A que tem o ananás em tão boa conta, ainda hoje tem pesadelos com a seguinte situação de outro restaurante:

- Tem ananás?

- Oh menina tenho, mas é só o cotinho.

É caso para dizermos - Então é só a co(n)tinha.

 

»»»»

Se gostam de restaurantes com empregados super-super simpáticos (ou chatos, como preferirem), conheço o ideal. Os empregados falam todos desta forma:

- Se faz favor, com licença, o seu bife, obrigado, desculpe.

- Com licença, faz favor, a sua água, obrigadinho, muito obrigado mesmo.

- Perdão, peço desculpa por não ter vazado a água, um servo para si minha senhora, com licença, obrigada, muita sorte na vidinha e desejo-lhe um filhinho louro de olhos azuis.

 

Depois ele disse que era tacanho e nós também não desmentimos. Já não vamos lá mais, desculpem, com licença.

 

»»»»

Não me estou a lembrar de mais nenhuma "situação especial da restauração", chamemos-lhe assim, mas sempre que haja uma fresquinha eu partilho.

 

publicado por alentejana* às 14:34
sinto-me: ASAE

02
Mar 09

Fui almoçar ao Cartuxa / M'AR de Ar Muralhas com os "papais".

 

Julgava que nunca mais seria a mesma depois daquele:

> "Magret" de Pato "rosado" lacado com Mel de Rosmaninho da Serra da Vidigueira, Pimenta Mignote , Flor de Sal, Puré de Batata Assada e Bróculos

 

E daquela:

> Tarte Fria de Frutos do Bosque com Coullis de Framboesa

 

Mas na refeição seguinte fizeram-me rejeitar o berço... deram-me choco frito. Dão-nos o mundo e depois tiram-no. Não há direito!

 

Habituava-me à vida de Vol-au-vent, Carpaccio, Cassoulet e Degustações. A partir de hoje serei milady, ou então só durante este post lol, é que custa largar a coroa :)

publicado por alentejana* às 12:07
sinto-me: milady

29
Out 08

Porque é que têm de lamber os dedos quando estão a comer? Por amor da sra. santa, se me conhecem não façam isso à minha frente.

 

Eu realmente sou uma pessoa de poupanças, não gosto de desperdiçar, mas é mesmo preciso tirarem toda a comida que fica colada nos dedos e naquela parte entre o dedo e a unha? Sabem que é uma grande colónia de bactérias? Pela vossa saúde (e pela minha) não façam uma coisa dessas.

 

Eu percebo que no churrasco, ou a comer sardinhas, os guardanapos de papel se colem às mãos e mal durem para uma vez, mas não vale a pena aquela dança do: agora chupo o polegar, depois o indicador, o médio, o anelar e finalmente o mindinho (que é tão pequeno que nem deve ter comida nenhuma agarrada).

 

Quero lá saber dos 10 talheres trocados, de beber água no copo de vinho, de não ter o guardanapo no colo ou colocar os talheres às 17h30 em vez das 14h10. Mas lamber os dedinhos é o meu "unhas no quadro".

 

Mariquisses é verdade, mas também não tenho muitas.

publicado por alentejana* às 12:56
sinto-me: nhecs

Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


mais sobre mim
pesquisar