Parece que a Bimby faz tudo não é? Então também pode ter feito o meu blog, juntei umas ideias doidas, recordações, amigos e ficou assim...

04
Ago 10

E pronto, Despedida de Solteira e Casamento já foram. Passaram a correr.

 

O gang andou a organizar tudo, e foi um dia inteiro bem giro. Para quem quiser ideias aqui vai:

 

- Passeio de Barco (Cascais)

- Piquenique de Panela - inovador hum? (Cascais)

- Fotopaper (Sintra)

- Jantar / Karaoke / Bolo / Stripper / Discoteca (Restaurante/Disco 7ª Arte)

 

O crachá das amigas da noiva, para umas era panisgas, para outras era muito fofinho, façam a vossa escolha:

 

Crachá Despedida de Solteira

 

O strip (looool):

 

 

 

O casório teve acessórios para os convidados que dançavam (plumas, chapéus, perucas, etc), sapatos que assassinam pés, vinho do bom, noivos muito lindos e fogo de artifício.

 

Agora, venha o próximo!

 

O dia a seguir ao casamento meteu uma ideia muito inteligente para quem estava cheio de sono: cinema, e daqueles filmes que é preciso raciocínio. Fomos ver A Origem, e apesar das sestas recomendo! É que dormimos pouco, tava escuro e as cadeiras eram confortáveis, mas apanhamos a história toda :)

publicado por alentejana* às 14:27
sinto-me: Viva os noivos!

06
Jul 10

 

Não sei o que é mais triste, não vir cá há 4 meses ou o meu último post ser sobre chifres!

 

Tive um comentário de uma amiga (vão lá visitar o blog dela) que me relembrou que tenho um blog. Vêem é por isto que eu não posso ter plantas ou animais de estimação, nem consigo cuidar do próprio blog, e este nem precisa de água ou de comida.

 

E com isto parece que temos novamente um resumé, lembram-se do último?

 

Pois que nestes 4 meses mudei de casa, substitui o comboio-metro por autocarro-metro e mudei de trabalho.

 

Sobre a casa o que há a dizer:

 

TV MEO

 

Fazer o quê, gosto de tecnologia, pronto.

 

 

Sobre o novo trabalho:

Planeamento + Publicidade + Internet 

 

 

Gosto, gosto. Onde estava fazia um bocadinho desta área, mas precisava de mais e agora estou num sítio que tem máquina Nespresso e a revista Cuore grátis (que mesmo assim é cara, porque aquilo é do piorzinho), tenho de arranjar maneira de trazer a Sábado ou a Visão.

 

 

Posto isto, vou fazer um esforço para vir cá mais vezes. Os visitantes assíduos já devem ter ido todos às suas vidinhas, tenho de dar umas voltinhas pelos vossos blogs para compensar :)

 

Ah é verdade uma amiga da universidade daquelas próximas, com quem estamos várias vezes... vai casar no próximo mês. O gang anda a organizar a despedida de solteira e já só me falta a última fase dos sapos:  (casar? tá bem tá, vai gozar outra) (oh não, mas ainda és tão nova!)  (fixe casório, queremos é que seja feliz) ( a noiva vai tão linda!)

publicado por alentejana* às 19:28
sinto-me: de volta (espero!)

12
Mar 09

Estive à espera que o Euromilhões me saísse na 6ª, para responder a este desafio vindo do cantinho da Té (não fiz praticamente nada do que é pedido, mas escrevi sobre isso, nada mau!)

 

E aqui estou eu, deitada na minha espreguiçadeira amarela, a apanhar sol nas Palm Islands, no Dubai. Comprei uma ramificação da palmeira/ilha, por isso quando quiserem estejam à vontade para aparecer.

 

Enquanto estava à espera que alguém me mobilasse a nova moradia, estive num hotel modesto, o Burj Al Arab, deixo vos as fotos.

 

 

Mas não vão para lá, os colchões são duros e fazem doer as costas.

 

Talvez daqui a duas semanas volte para Portugal, preciso fazer umas compras para os amigos e família.
Preciso também de ir ao stand do senhor Chico Zé, para me tratar da minha "bíatura" nova. Quero uma branca para não dar muito nas vistas, também não quero que digam "olha aquela, só porque agora tem montes de dinheiro anda aí a pavonear-se com o carrão".
Já escolhi o modelo, vai ser este:

 


Voltando às compras para os amigos (neste caso as blogueiras)...

 

Para a comprava o vizinho do 2º andar e caso ele tenha uma irmã a viver com ele ou, quiça, uma esposa que não o quisesse vender, dava-lhe logo um exemplo de um conhecido meu:
- 'Tás a ver aquelas ovelhas todas? Se me saísse o Euromilhões comprava-as!
- E se o pastor não as quisesse vender?
- Comprava-o também!
(E 'tá dito!)


Para a Bomboca uma piscina cheia de chocolate. As contas da farmácia por causa dos diabetes?... depois falamos nisso.

Arranjava ainda uma editora que publicasse o livro "Coisas que me fazem alguma confusão", inspirado nos seus posts. Já te estou a ver a dar autógrafos!

 

Fotos fanadas daqui, daqui e daqui.


Notas: Eu tenho um cantinho muito especial no meu coração guardado para uma van daquelas, não sei explicar porquê, talvez seja a minha veia "Maio de 68" a falar mais alto, hippies, paz e amor, por aí. Mas cuidado, parece que tombam com facilidade nas curvas :)

 

- Adoro a vidinha simples e monótona! Amanhã é dia de pôr o Euromilhões não é?

publicado por alentejana* às 11:21
sinto-me: excêntrica

03
Mar 09

Um "Calvin and Hobbes" da academia Té - poisquandonaosabes e com referência da Bomboca e da Princesa. Ainda por cima em português do Brasil, que dá logo um ar de internacionalidade. Estou extasiada, o que é que eu poderia querer mais?!

 

 

Nestes eventos há sempre o ritual da passadeira vermelha, neste caso há o ritual do "faz-pose-e-diz-as-coisas-e-os-blogs-que-te-fazem-sorrir".

 

+ É impossível descrever as coisas que me fazem sorrir / rir, porque são mesmo muitas, resumindo, são duas coisas: rio por tudo e por nada! E se alguma coisa não tem piada, tenho de arranjar ali qualquer coisa.

+ Os blogs são os que estão ali na lista e os de quem me costuma visitar, para além de outros que um dia destes vou arranjar tempo para colocar na lista. Portanto levem o vosso selo e colem no vosso blog!

 

Té não estava nada à espera que me desses um selo (lol) obrigada! É bom saber que te faço sorrir!

 

publicado por alentejana* às 15:24
sinto-me: "selada"

27
Jan 09

Desafio: s. m., provocação para combate singular, um duelo, etc.

 

Vou ignorar isto para escrever o post lol

 

A Sô Dona Bomboca do Pedacinhos de Chocolate teve a brilhante ideia de me lançar um daqueles desafios de corrente. Sabendo que comigo estas coisas só mesmo na brincadeira, foi um grande risco e merece boas respostas. Vou tentar, mas não prometo.

 

Ah e começo já por não cumprir as regras lol

 

"As regras do desafio são:
1) Escrever a lista dos 8 sonhos ou coisas que se deseje fazer - É que é já a seguir.
2) Convidar 8 bloggers a responder ao desafio - 'Tá toda a gente convidada. Façam favor. 
3) Comentar no blog de quem partiu o convite - Não se aplica.
4) Comentar no blog de quem convidámos - Não se aplica.
5) Mencionar as regras aos desafiados - Estão aqui, desafiados!

 

nº 1 - Que acabe a fome no mundo

nº 2 - Que acabe a pobreza no mundo

nº 3 - Que acabem as guerras no mundo

nº 4 - Que acabem as doenças no mundo

nº 5 - Que acabem com a TVI e o Natal dos Hospitais no mundo

nº 6 - Que acabem com o pudim de ovos no mundo

nº 7 - Que acabem com o cotão no mundo

nº 8 - Ahh... E que o mundo não acabe, nem haja outro para além deste (se não estraga-me o esquema).

 

- Vêem? São tudo coisas sérias. Objectivo cumprido!

 

publicado por alentejana* às 12:19
sinto-me: desafiada

20
Jan 09

Partindo deste post aqui vão os meus:

 

1. Normalmente, quando soluço faço-o por actos isolados, que é como quem diz, só tenho um soluço.

Aplicação:

- Hic! (soluço)

- «Olha agora, só me faltava esta com soluços.»

- «Hã? Só um? Isso assim é muito melhor.»

 

2. Das raras vezes que tenho soluços, ditos normais, se me "interromperem" param.

Aplicação:

- Hic... hic... hic...

- «Então isso 'tá mau, não?»

- Estava meu amigo, estava.

 

3. Toco com o polegar (dedão, positivo ou mata-piolho) da mão esquerda no pulso esquerdo, ou da mão direita no pulso direito.

Aplicação:

- «Vê lá se consegues tocar com o polegar no pulso?»

- Sim, na verdade consigo.

- «Uau»

 

4. Dobro os dedos pela primeira falange, excepto o polegar, que a primeira falange que tem é facilmente dobrada. Talento da mão esquerda, na mão direita tenho dificuldades.

Aplicação:

- «Consegues dobrar o primeiro bocadinho do dedo?»

- Sim, na verdade consigo.

- «Uau» (pensamento: acho que estou indisposto)

 

5. Sei muitas marcas de automóveis. Mas associar os carros ou os modelos às marcas isso já deve ser o talento de outra pessoa.

Aplicação:

- «Vamos a um jogo. Dizer marcas de automóveis?»

- Então já ganhei. Há algum casino que tenha esse jogo?

 

6. Sei muitos dias de aniversários. O que não quer dizer que no dia respectivo me lembre de dar os parabéns.

Aplicação:

- «Quando é que eu faço anos?»

- Não sei, nunca me disseste. Vamos jogar a outra coisa?

 

Na verdade o que eu gostava mesmo era de conseguir mexer as orelhas! lol

publicado por alentejana* às 12:07
sinto-me: pessoa especial

16
Jan 09

A viagem é sempre adiada, mas desta é que é, venham as férias e a chapa/pilim/massa para eu ir viajar!

 

E dos destinos meio que pensados qual será? Humm, logo se verá...

 

Imagens fanadas daqui, daqui e daqui.

 

- Vou a Marrocos ver as serpentes encantadas, comer muito couscous, beber chá de menta e gastar os meus dirham's nos souk's e já terei muita sorte se não ficar com nenhum problema intestinal.

- Vou conhecer Espanha melhor, passear na rambla, almoçar tortilha e jantar paella, visitar a Sagrada Família e viver la fiesta!

- Vou à Disneyland Paris parler avec le Pateta et Mickey. Andar na montanha russa e visitar o Black Pearl, ver a parada e tirar uma foto com o Donald.

- Vou ao País das Maravilhas com a Alice a fazer de guia turística.

 

Quero é juntar o gang e seguir viagem, malas às costas e aqui vamos nós. Bem, na verdade, vou mas é trabalhar...

 

publicado por alentejana* às 15:27
sinto-me: viajante

09
Dez 08

... e nem uma prendinha comprada (medo!).

 

Amigos e familiares, este ano vamos fazer o seguinte:

 

Dizem-me o que querem receber, se estiver dentro do budget estipulado, muito bem, se passar não ganham nada. Que dizem?

 

É como nos jogos do Bruno Aleixo, não há saída lol

 

(pronto, sabem que eu não faria uma coisa destas, mas lá que era giro, isso era!)

publicado por alentejana* às 12:34
sinto-me: a natalizar
tags: ,

04
Nov 08

Obrigada por existirem! Ensinam me coisas realmente fantásticas, posso não as utilizar para grande coisa, mas o saber não ocupa lugar.

 

Vamos então testar:

 

Achas que os meus amigos programadores são fixes?

 

Sim Não Sou a TM

 

Próximo passo: descobrir códigos dos cartões de crédito :)

publicado por alentejana* às 12:53
sinto-me: + informatizada

Mandaram-me um mail, do qual retirei esta parte:

 

"- De acordo com os reguladores e burocratas de hoje, todos nós que nascemos nos anos 60, 70 e princípios de 80, não devíamos ter sobrevivido até hoje, porque as nossas caminhas de bebé eram pintadas (com cores bonitas!), em tinta à base de chumbo que nós muitas vezes lambíamos e mordíamos.

- Não tínhamos frascos de medicamentos com tampas 'à prova de crianças', ou fechos nos armários e podíamos brincar com as panelas.

- Quando andávamos de bicicleta, não usávamos capacetes.

- Quando éramos pequenos viajávamos em carros sem cintos e airbags, viajar á frente era um bónus...

- Bebíamos água da mangueira do jardim e não da garrafa e sabia bem.

- Comíamos batatas fritas, pão com manteiga (a sério) e bebíamos gasosa com açúcar, mas nunca engordávamos porque estávamos sempre a brincar lá fora.

- Partilhávamos garrafas e copos com os amigos e nunca morremos disso.

- Passávamos horas a fazer carrinhos de rolamentos e depois andávamos a grande velocidade pelo monte abaixo, para só depois nos lembrarmos que esquecemos de montar uns travões. Depois de acabarmos num silvado aprendíamos.

- Saíamos de casa de manhã e brincávamos o dia todo, desde que estivéssemos em casa antes de escurecer.

- Estávamos totalmente incontactáveis e ninguém se importava com isso.

- Não tínhamos Play Station, X Box.

- Nada de 40 canais de televisão, filmes de vídeo, home cinema, telemóveis, computadores, DVD, Chat na Internet.

- Tínhamos amigos - se os quiséssemos encontrar íamos á rua.

- Jogávamos ao elástico e à barra, e a bola até doía!

- Caíamos das árvores, cortávamo-nos, e até partíamos ossos mas sempre sem processos em tribunal.

- Havia lutas com punhos mas sem sermos processados.

- Batíamos ás portas de vizinhos e fugíamos, e tínhamos mesmo medo de sermos apanhados.

- Íamos a pé para casa dos amigos.

- Acreditem ou não, íamos a pé para a escola; Não esperávamos que a mamã ou o papá nos levassem.

- Criávamos jogos com paus e bolas.

- Se infringíssemos a lei era impensável os nossos pais nos safarem. Eles estavam do lado da lei.

 

Esta geração produziu os melhores inventores e desenrascados de sempre. Os últimos 50 anos têm sido uma explosão de inovação e ideias novas. Tínhamos liberdade, fracasso, sucesso e responsabilidade e aprendemos a lidar com tudo."


Orgulho-me de pertencer a esta geração maravilha!

 

E eram tempos felizes quando...

... andava de bicicleta sem travões a altas velocidades que me deixaram com cicatrizes nos cotovelos e joelhos até hoje.

- Quando entornei um frasco de diluente pela cabeça abaixo e ia ficando cega.

- Quando cortei o lábio ao meu irmão com uma tesoura cheia de ferrugem.

- Quando comi coisas que ninguém se lembra de comer (e se fosse hoje em dia faziam me logo uma lavagem ao estômago).

- Quando apanhava caixas cheias de gafanhotos.

- Quando saía para a escola sem mochila e ao chegar lá apercebia-me e tinha de voltar a casa para ir buscá-la.

- Quando fazia pontes com tábuas podres, espetava os pés em pregos velhos e caía em cima das hortigas (tudo no mesmo momento e por esta ordem).

- Quando andava de galochas (não porque era moda, mas porque ia até à horta do avô brincar e saía de lá com lama até às orelhas).

- Quando o meu avô me comprava aqueles magnum de cone gigantes que custavam 300$.

 

E tantas outras coisas...

publicado por alentejana* às 10:27
sinto-me: velhota

Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


mais sobre mim
pesquisar